Lucas 1, 26-38 – Imaculada Conceição de Nossa Senhora

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas – Naquele tempo, 26No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria. 28Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. 29Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. 30O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. 32Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, 33e o seu reino não terá fim. 34Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? 35Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, 37porque a Deus nenhuma coisa é impossível. 38Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela.

Palavra da salvação.

Eis que conceberás e darás à luz um filho.

“Serva do Senhor”, porque Deus é o verdadeiro, único Senhor, e aquela que nesta hora se torna senhora é sua serva. É o humilde reconhecimento da verdade, da distância entre Criador e criatura, entre a vontade determinante que exige e cria em soberana liberdade e a vontade de uma pessoas humana, cuja liberdade consiste em adaptar-se à santa vontade de Deus, para tudo conduzir na direção do Senhor. Faça-se em mim é ao mesmo tempo disposição passiva e adesão ativa. Deus pôs o fator humano sob a forma do acontecimento e da história. Dá-se aqui uma adesão singela e pura à vontade de Deus claramente conhecida. Exatamente nesta evidência é que esta a grandeza. O que é determinante para Maria não é o seu próprio desejo, sua própria vontade, mas a palavra do senhor.

(Missal Cotidiano – Paulus)